Facebook Twitter Google RSS

Artigo | Foi ficando... Foi ficando... E ficou - Pádua Marques

Acabar tem gente que acha de se dar no direito de ficar com raiva só porque eu de vez em quando falo sobre esta falta de inciativa da prefeitura de construir no centro da cidade um terminal de ônibus. Pra acabar de uma vez por todas ou pelo menos melhorar a situação de quem está naquela região em teme de dar um troço na hora de voltar pra casa na hora do almoço pra colocar uns caroços de feijão na boca. E muitos e são muitos aqueles miseráveis parnaibanos que ainda vão voltar pra o serviço na parte da tarde.

Quem acha que aquela situação está ás mil maravilhas só pode ter um carro ou no mínimo uma moto. Não tem como achar que aquilo é o certo. Porque quem tem ou anda de moto ou carro de passeio pra ir trabalhar ou resolver qualquer coisa no centro é realmente uma maravilha. Não tem com que de preocupar como, quando e de que jeito e a que hora vai voltar pra casa. Mas pra quem depende daquelas vans naquele improviso de terminal em baixo de um pé de oiti é uma vergonha. 

E olhe que até que melhoraram. Mas se alguém acha que aquilo ali tem de ficar por mais uma boa pá de tempo daquele jeito só pode ter um argumento pra lá de forte e convincente. Porque toda e qualquer pessoa na Parnaíba que por uma infelicidade tem de tomar um transporte pra voltar pra casa ou outra obrigação no meio do dia tem sofrido naquele inferno a céu aberto mais que sovaco de aleijado. Eu vi uma pobre senhora nessa sexta-feira, doente dos nervos, sendo conduzida pelo filho, um rapaz de uns vinte e cinco anos.

E eu presenciei todo aquele sofrimento, toda a sua aflição com nó na garganta. Aquela senhora doente, inquieta e chorando feito menino quando perde a mãe. E o barulho vindo daquela loja ao lado, com aquela música irritante em volume alto, um sol de rachar os miolos. Aquele povo ali, trabalhadores, idosos, crianças, estudantes, mendigos, vendedores, mães, de pé enfincado sem conforto, perdido e espremido entre umas bancas de frutas, vendedores de picolés e discos piratas sem uma grande sombra pra ficar embaixo. Só aquele pé de oiti, coitado, no meio de uma calçada cheia de buracos.

Porque esta ladainha em que se transformou a construção de um terminal de ônibus aqui em Parnaíba, seja ali na praça Santo Antonio, nas redondezas ou no raio que o parta não tem mais o que esperar. Mais parece um toco de vara, um tronco de bananeira, um sabugo de milho, um colchão velho em boca de bueiro e que não deixa a sujeira escorrer. Por que e o que está atravancando há mais de doze anos esta iniciativa de se construir um terminal de passageiros no centro da cidade? E olhe que a prefeitura, independente de quem esteja sentado na cadeira e com a caneta na mão, já fez coisas até de menor alcance social de lá pra cá. Porque aquele improviso foi ficando... foi ficando e pelo visto ficou.

Antonio de Pádua Marques - Jornalista e Escritor
Foto Pro Parnaíba


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada