Facebook Twitter Google RSS

OAB-CE cobra R$ 980 mi da Petrobras por dano

Após estudo técnico desenvolvido pela Comissão de Estudos Constitucionais e Comissão de Direito Marítimo, Portuário, Aeroportuário e Aduaneiro, a OAB Ceará ajuizou Ação Civil Pública contra a Petrobras, onde cobra R$ 980 milhões de indenização ao Estado, por danos ao patrimônio público, decorrente do cancelamento da instalação da Refinaria Premium II, no Ceará.

A decisão pelo ajuizamento da ação foi definida na tarde de ontem, durante reunião na sede da Seccional, de forma conjunta pelo presidente da OAB-CE, Valdetário Andrade Monteiro; o vice-presidente, Ricardo Bacelar; o secretário geral Jardson Cruz; o tesoureiro Marcelo Mota e os presidente e integrante da Comissão de Estudos Constitucionais, Fábio Zech e Denyson Rios, respectivamente.

Na ação judicial, a OAB Ceará busca proteger, também, a coletividade prejudicada, pleiteando, ainda, o dano moral coletivo. Os valores exatos dos danos materiais e morais serão apurados no decorrer do processo.

Argumentação

No documento, a OAB-CE argumenta que a Petrobras empreendeu dois instrumentos contratuais (Protocolo de Entendimentos e Termo de Compromisso), que teriam resultado na efetivação da instalação da Refinaria Premium II, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). Tais fatos, segundo a interpretação da OAB-CE, teriam impulsionado o Governo do Ceará e a particulares a realizarem diversas despesas, com o objetivo de subsidiar a instalação do empreendimento.

Para a Ordem dos Advogados do Ceará, a recusa da Petrobras em prosseguir com o empreendimento, conforme decisão oficializada à OAB-CE em documento, "importou em inequívocos danos ao patrimônio público, caracterizando a clara necessidade de intervenção judicial para fins de reparar os danos causados aos cidadãos cearenses".

De acordo com a OAB-CE, o protocolo assinado pelo Estado do Ceará, Petrobras e Ceará Portos, com anuência da Companhia de Gás do Ceará (Cegás), Transpetro e BR Distribuidora, os investimentos efetivados pelo governo do Estado poderão ser cobrados da Petrobras, na hipótese de o projeto não ser efetivado por culpa da Petrobras, conforme previsto na cláusula 2.2, do Termo de Entendimento, assinado entre as partes em 2008.

O estudo

"Com base no estudo, detectamos que a Petrobras deve ser responsabilizada por todos os valores investidos tanto pelo Governo do Estado quanto pela sociedade que acreditou neste projeto para ter uma fonte de renda no futuro. A promessa era de 90 mil empregos e o investimento era de R$ 11,1 bilhões, o que segundo a Petrobras respondeu à OAB-CE, não se realizará. A Ordem não pode ficar silente a tamanho desatino", justificou Valdetário Monteiro, segundo quem o estudo foi realizado no sentido de detectar os danos causados ao Estado, em decorrência do cancelamento da construção da Premium II.

Para ele, os valores investidos em desapropriação e demais setores para dar lugar à refinaria foram recursos que poderiam ter sido alocadas em saúde, educação, segurança, mobilidade urbana, por exemplos.

"O patrimônio público foi ofendido, uma vez que o Governo do Estado agiu de modo condizente à observância aos princípios da boa-fé, e por ter entendido ser necessário efetivar vultosos investimentos para possibilitar a implantação da Refinaria Premium II, mas cujo projeto sequer foi efetivamente realizado", acrescenta Fábio Zech.

Fonte: Diário do Nordeste


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada