Facebook Twitter Google RSS

FaceGlória, o 'Facebook evangélico', veta beijo gay e libera foto de biquíni

O mundo das redes sociais já viu a ascensão e queda do Orkut, o domínio do site de Mark Zuckerberg e agora assiste ao surgimento do brasileiro FaceGlória, o “Facebook Evangélico”. Voltado a fiéis, o site ressuscitou um projeto de 2012 que estava programado voltar ao ar só em outubro, mas foi lançado neste mês para aproveitar a Marcha para Jesus 2015, que reuniu 340 mil fiéis em São Paulo, na última quinta-feira (4). Segundo um dos criadores, Átilla Barros, o site também pegou carona na polêmica da Boticário, alvo do boicote de religiosos por ter criado para o Dia dos Namorados uma propaganda em que casais homossexuais e heterossexuais trocavam presentes. Saldo: aproximadamente 50 mil usuários até agora.

Na aparência, a rede social mescla os visuais de Twitter e Facebook: uma caixa de texto no alto da página pede “Escreva aqui o que você está pensando”, a barra lateral da direita exibe amigos e fotos, enquanto a da esquerda mostra as últimas atividades no site. Também há um bate-papo, que ganhará a capacidade de enviar vídeos, fotos e áudios. Diferentemente desses sites, porém, o FaceGlória troca o botão “curtir” pelo “amém” e posiciona no topo da página um tocador de músicas de cantores gospel.

Espaço Clean

Para Barros, a rede social é um refúgio para pessoas descontentes com o Facebook. “A gente acredita que, em cinco anos, vai acontecer com o Facebook o que aconteceu com o Orkut, e vai abrir espaço para novas redes sociais segmentadas.”

Ele descreve o site como “um espaço mais clean”, para divulgação de novas bandas e cantores de música gospel, ministérios e igrejas. “O ‘Faceglória.com’ tem o objetivo de ser voltado aos jovens de cabeça sadia, voltado para a família.”

Nada de beijo gay

Homossexuais e adeptos de outras religiões são aceitos, diz Barros. “É uma rede social que não vai segregar ninguém, todavia é uma rede social com uma certa restrição de conteúdo.” A limitação inclui pornografia, palavrão, fotos que mostrem o consumo de álcool, cigarro e outras drogas, além de cenas de violência. Beijo gay pode? “De jeito nenhum”, diz. E beijo lésbico? “Piorou.” Por outro lado, não serão vetadas imagens de mães amamentando nem as que mostrarem mulheres de biquíni. “A praia e a natureza são feitas por Deus”, argumenta.

A paquera é liberada. “Pode e deve”, diz Barros, acrescentando que, dentro de cerca de um mês, a rede social terá um serviço chamado provisoriamente de “Namoro Evangélico”, uma espécie de Tinder para “pessoas que compartilham da mesma fé”. “A gente vai abrir um canal para essa finalidade, para os jovens paquerarem, namorarem e casarem.” O serviço listará pretendentes de acordo com idade e estado onde moram, por exemplo.

Fonte: G1


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada