Facebook Twitter Google RSS

Por chamar deputados de ''achacadores'', Cid Gomes é condenado a pagar R$ 50 mil

O ex-ministro da Educação e ex-governador do Ceará, Cid Gomes, foi condenado apagar R$ 50 mil de danos morais ao Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conforme decisão do juiz da 23ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF). A indenização, divulgada nessa terça-feira, 15, é referente à acusação do ex-ministro de que o Legislativo abriga “uns 400 deputados, 300 deputados achacadores”. A decisão ainda cabe recurso. 

Na época da fala de Cid, em março, Cunha prometeu acionar a Justiça contra Cid Gomes, que foi chamado de "palhaço" pelo deputado do PSDSérgio Zveiter. O embate foi iniciado no dia 27 de fevereiro. De acordo com o TJDF, Cunha alegou que nesse dia, em uma visita à Universidade Federal do Pará, Cid Gomes fez afirmações injuriantes à honra e imagem dos deputados federais. Após ser convocado pela Câmara dos Deputados, o ex- ministro reafirmou as acusações de “achacadores”. 

No processo consta que, ao ser chamado de mal-educado pelo presidente da Casa, Cid virou-se diretamente para ele e falou: “prefiro ser acusado por ele de mal-educado do que ser como ele, acusado de achaque (...)". O autor do processo defendeu que as acusações ''mancharam sua honra e reputação’’, pois foram divulgadas por diversos veículos de comunicação. 

Cid, então, disse que quando usou a palavra ''achaque’’ se referiu à manobra de pressão política exercida pelo Poder Legislativo sobre o Poder Executivo, ‘’com a intenção de subjugá-lo e de enfraquecê-lo politicamente’’. Negou também referência direta à Cunha e falou que sua fala pretendia fazer referência a uma quantidade indefinida, mas não mínima de parlamentares. 

O ex- governador do ceará também defendeu o direito de se expressar livremente, sem censura, e a improcedência da indenização pretendida pelo autor. O magistrado do TJDF, no entanto, considerou que houve danos morais. 

“Ao individualizar a quem imputava a conduta de achacador o réu extrapolou os limites da sua liberdade de expressão. E nem se diga que a intenção era apenas no sentido de criticar ou emitir opinião desfavorável ou se referir a manobras utilizadas pelo deputado”, frisou.

Para o magistrado, ''quem visa apenas criticar ou emitir opinião desfavorável não necessita adjetivar quem quer que seja, menos ainda utilizando-se de palavras rebuscadas e indicando pessoa certa, seja de forma direta ou indireta’’. ''Acrescente-se que uma vez não esclarecido pelo locutor, de imediato, o sentido a ser adotado é o trazido justamente pelo dicionário comum que, entre outros sentidos igualmente pejorativos, traz o significado de que achacador é "quem ou que extorque dinheiro", concluiu ressaltando os danos de acordo com os arts. 186 e 927 do CC.

Informações do O Povo Online


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada