Facebook Twitter Google RSS

Brasil enfrenta a Venezuela no Castelão em busca de bom futebol


Quando a seleção brasileira entrar em campo hoje à noite, às 22 horas, no Castelão, seus jogadores terão uma missão muito mais relevante do que a simples obrigação histórica de vencer a Venezuela na segunda rodada das Eliminatórias para a Copa da Rússia 2018. Será preciso apresentar pelo menos indícios de um futebol digno de suas tradições, algo que não ocorre em jogos oficias desde a final da Copa das Confederações, em 2013, contra a Espanha.

De lá para cá, a equipe coleciona vexames, chegando ao ápice na derrota para a Alemanha por 7 a 1, em Belo Horizonte, e na eliminação da Copa América deste ano no Chile, diante do Paraguai.

Dunga, reconduzido ao posto de técnico em julho de 2014, tem sido um empecilho para o Brasil se reconstruir. Suas ideias de futebol colaboram para atuações como a da semana passada, quando o time foi completamente dominado pelo Chile na derrota por 2 a 0, na estreia da Eliminatórias. A impressão é de que a seleção parou no tempo e num esquema tático que se resume a sair em velocidade, sem aproximação dos setores do campo e um jogo coletivo que pressione o adversário.

Para a partida desta noite, diante de uma Venezuela frágil e com apenas Jeffrén e Rondón como destaques, Dunga vai promover mudanças. Marquinhos entra na zaga ocupando o lugar de David Luiz, machucado. Filipe Luís ganha a vaga de Marcelo na lateral esquerda. Outro que deve atuar é o santista Lucas Lima, entrando na vaga de Oscar no meio-campo. Ele terá a obrigação de dar mais dinamismo ao setor de articulação, como ocorreu nos treinos preparatórios.

A seleção está esperançosa em contar com o apoio irrestrito dos torcedores que vão deixar cheias as cadeiras do Castelão. Dunga, que participou diretamente da escolha de Fortaleza para receber o Brasil, afirmou que a equipe precisa jogar onde as pessoas gostam da seleção. Mas ele não pode esquecer de um dado fundamental: as pessoas gostam mais ainda é de bom futebol.

Números

50 mil ingressos já foram vendidos para o jogo no Castelão, que tem capacidade para 63.903.

ELIMINATÓRIAS

BRASIL

TÉCNICO: DUNGA

BRA: 4-2-3-1

JEFFERSON

DANIEL ALVES

MIRANDA

MARQUINHOS

FILIPE LUÍS

LUIZ GUSTAVO

ELIAS

LUCAS LIMA

WILLIAN

DOUGLAS COSTA


HULK

VENEZUELA


TÉCNICO: NOEL SANVICENTE

VEN: 4-4-2 


BAROJA

VIZCARRONDO


LUCENA

RINCÓN


ROSALES

CICHERO


GONZÁLEZ

SEIJAS


JEFFRÉN

FALCÓN


RONDÓN



Local: Arena Castelão
Data: 13/10/2015
Horário: 22 horas
Árbitro: Darío Ubriaco (URU)
Auxiliares: Carlos Pastorino (URU) e Nicolás Tarán (URU). 
Transmissão: TV Verdes Mares, SporTV

Informações do O Povo Online


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada