Facebook Twitter Google RSS

Artigo | Cuidado senão a areia te engole, Luiz Correia - Pádua Marques

Até hoje estou pra ver uma cidade mais sonolenta do que Luiz Correia, no extremo norte do Piauí. E olhe que Deus e a natureza foram generosos na geografia em dar uma região de praias limpas pra os dias de hoje, sem qualquer risco de poluição porque não tem e nunca vai ter um porto de mar. Apesar dessa insistência de alguns em desejarem um pra escoar não se sabe o que e pra onde. Mas é um desejo democrático, respeito e que muita gente ainda reza pra acontecer embora já se passem mais de cem anos.

Mas o problema de Luiz Correia, na verdade nunca gostei deste nome, é a sua falta de ambição política incluindo sua renovação de lideranças e que por consequência em qualquer sociedade puxa o desenvolvimento. Desenvolvimento aqui entendido como aquela forma onde a população de uma determinada região tem ao seu alcance todos aqueles equipamentos como escolas, meios de transportes, hospitais, bancos, supermercados, lojas e outros. Até hoje eu não entendo essa disposição de Luiz Correia pra ser essa coisa silenciosa com a cara pro mar.

Eu não consigo imaginar, e isso me intriga profundamente, uma cidade que noutra situação tem todas as características pra se desenvolver com o turismo, a pesca, somente pra apontar esses dois pontos, mas ainda deve levar muito tempo e paciência de muita gente pra que isso comece a dar os primeiros passos. É uma cidade, me perdoem, com pouco ou quase nenhum atrativo arquitetônico. Tirando a igreja da padroeira Nossa Senhora da Conceição, não tem mais nada, com exceção da beira da praia.

Luiz Correia tem de largar fora esse acanhamento de moça do interior. Não se concebe uma cidade na beira do mar e com a cara de uma cidade urbana, ficar nessa de ser e se conformar em ser uma cidade silenciosa, que pouco ou quase não oferece em oportunidades pra nela se investir. Qual é a expectativa empresarial de Luiz Correia? Sua população tem de ser mais presente, mais exigente com seus empresários, políticos, associações de classes.

A gente entra em Luiz Correia e o que vê é um mosaico de casas comerciais com letreiros garrafais, desalinhadas, muros cobertos de propaganda pra tudo que é canto e aqueles pontos interessantes que seriam referência como algum monumento, uma igreja, uma praça e assim por diante, estão sabe lá Deus aonde. Eu tenho grandes amigos em Luiz Correia e sempre que posso lhes faço visitas. Mas me intriga essa coisa de chegar à cidade e não ver uma pessoa na rua. A gente entra num supermercado ou numa farmácia e ao que parece a pessoa que nos atende não é de lá.

Mas olhando mais atentamente é que Luiz Correia não parece e ao que parece nunca vai se dar conta de que é uma cidade com uma vocação pra o turismo e pra outros setores empresariais. Eu acho que já está na hora de Luiz Correia olhar pra si e fazer uma grande reflexão. O que é que eu quero pros próximos vinte, trinta, cinquenta anos? Nossos políticos, prefeitos e vereadores, tem visibilidade de futuro ou estão apenas

cumprindo rotina eleitoral? Quem são e onde estão aqueles que nos podem trazer desenvolvimento? Qual a mentalidade de nossos políticos em relação ao desenvolvimento? Essas coisas têm de ser perguntadas e respondidas.

Bom que se diga que se Luiz Correia se desenvolve, Parnaíba lhe segue. Se Luiz Correia se manifesta, os outros municípios da região certamente vão se manifestar. Luiz Correia deve ser a cabeça do Piauí. Luiz Correia não pode ser esse dormitório, essa cidade fantasma. Luiz Correia tem de mostrar que faz por bem merecer estar na crista do Piauí. Mas ao que parece ninguém se interessa. Quem são as lideranças que estão correndo atrás pra que Luiz Correia tenha uma estrutura que lhe faça valer a presença na cabeça, no extremo geográfico do Piauí? Chego a ficar preocupado com esta condição de cidade silenciosa. Essa situação de disputas políticas que não levam ao desenvolvimento almejado pra o século XXI.

*Pádua Marques - Escritor e Jornalista


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada