Facebook Twitter Google RSS

Dormir de rede prejudica a coluna?


Todo cearense que se preza não abre mão da sua rede, seja simplesmente para relaxar ou para dormir, substituindo assim a cama tradicional. Mas será que dormir na velha e boa rede pode comprometer a sua coluna? Segundo o fisioterapeuta Helder Montenegro, dormir de rede, como se diz, não tem contraindicações, exceto para pessoas com predisposições a problemas posturais.
Vale destacar que, na hora de deitar, é importante prestar atenção na forma como o corpo irá se acomodar. A primeira orientação é se deitar na diagonal, mantendo o corpo um pouco de lado e com travesseiro entre as pernas. A cabeça também deve ser apoiada por um travesseiro ou por uma almofada, para não ficar totalmente solta. Posições não faltam para se esparramar na rede, mas cada corpo tem a sua preferência.
Existem pessoas, por exemplo, que passam a noite toda na rede, alegando que esta forma de dormir alivia os sintomas dolorosos. "São comuns os relatos de pacientes com problemas de origem ortopédica na coluna, nos ombros ou nos quadris, que afirmam ter melhor acomodação na rede, conseguindo, ainda, uma boa noite de sono ou momentos de descanso durante o dia", explica o fisioterapeuta e presidente do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.
Há quem se adapte melhor ou prefira a posição fetal (de flexão) e, nesse caso, a rede proporciona esta postura. Entretanto, o colchão dá mais firmeza ao corpo, por isso alguns se sentem melhor na cama.
Problemas de coluna
Ao contrário do que se pensa, dormir de rede não compromete a coluna, segundo explica do ortopedista Manuel Diógenes. "O que podemos ter é um agravamento da crise de lombalgia ao tentar sair de uma crise de dor nas costas", define. Dormir de rede, é importante salientar, é uma questão cultural, em especial para os cearenses que trazem este hábito desde muito cedo. Na realidade, são poucas as situações em que o uso da rede de dormir é proibido", afirma Dr. Diógenes.
Aqueles que têm alterações posturais relevantes, a exemplo de hipercifose (coluna corcunda) ou de escoliose (coluna torta), também devem ficar atentos. "Estes devem evitar deitar-se em redes, pois assim poderão fortalecer mais os problemas", alerta o fisioterapeuta Helder Montenegro.
Há também contraindicações ainda para pessoas com dor ciática e para quem sofre com o desconforto do padrão de flexão. A rede de dormir, normalmente, obriga a pessoa a ficar com uma das pernas estendidas ou as duas, e esta postura favorece o aumento da dor ciática.
Por outro lado, quando o assunto é postura a rede pode ser grande aliada. No lugar de passar horas na cama assistindo à TV, lendo com travesseiro alto e sem apoio para os cotovelos ou, ainda, acessando aparelhos como celular ou tablets, o melhor é se acomodar na rede. Segundo o fisioterapeuta, realizar tarefas simples na rede poderá proporcionar um pouco mais de conforto, sobretudo para os leitores.
Atenção aos acidentes
Mulheres grávidas também costumam se sentir mais confortáveis na rede, contudo normalmente precisam da ajuda de alguém para sair dela, principalmente quando estão nos últimos meses de gestação, período em que os músculos abdominais já perderam a eficiência da sua função, devido ao aumento do útero. Helder Montenegro explica que as gestantes, geralmente, aumentam a lordose lombar para equilibrar o corpo. A flexão do tronco, portanto, gera conforto e alívio das dores lombares.
Crianças
Quanto às crianças, elas também não resistem a uma rede, principalmente quando é para se embalar. Em geral, costumam se adaptar à rede mais facilmente do que um adulto. O único problema é a falta de uma proteção adequada aos bebês, ao contrário do que se costuma ser proporcionado pelos berços.
Os acidentes tanto podem acontecer ao entrar na rede ou mesmo quando estão deitados. Às vezes, o tecido pode se romper ou o gancho da parede se desprender, ocasionando assim a queda. Muitas mães usam para embalar os bebês, mas o ideal é não deixá-los por muito tempo no local, pois, nesta fase da vida, a coluna dos pequenos está em desenvolvimento. Por isso, precisam de uma superfície mais firme, a exemplo do colchão, para evitar desvios nas curvaturas.
Informações do Diário do Nordeste, link da matéria.


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada