Facebook Twitter Google RSS

Ceará: 17 pessoas morreram pelo vírus H1N1, informa Sesa


Ao todo, 17 pessoas morreram no Ceará vítimas do vírus H1N1. O quantitativo é referente aos óbitos registrados até este mês e fazem parte do boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), realizado pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde. Segundo o boletim, já foram confirmados 92 casos da doença, este ano, no Ceará. A maior parte deles foi registrada em Fortaleza, com 57 casos notificados pela influenza.

O médico infectologista do Hospital São José, Robério Leite, disse que o vírus circula e infecta mais no período chuvoso, onde a temperatura cai. “Ele respeita uma certa sazonalidade. O vírus circula durante todo o ano, mas se percebe que nos meses da quadra chuvosa há um aumento das infecções deste vírus no Ceará”, explicou. Segundo ele, no início do ano a incidência da doença é mais recorrente. “Tivemos um pico no início do ano. No final do primeiro semestre, já observamos redução dos casos”.

Das 17 mortes pela doença confirmadas pela Sesa, três óbitos aconteceram em Caucaia e duas em Fortaleza. Os municípios de São Gonçalo do Amarante, Aracati, Quixeramobim, Jaguaretama, Morada Nova, Russas, Pereiro, Sobral, Banabuiú, Juazeiro do Norte, Quixelô e Chorozinho registraram, cada um, uma morte.





Brasil
De acordo com o Ministério da Saúde, este ano 1.775 pessoas já morreram infectadas pelo vírus H1N1 no Brasil. A pasta destacou que o estado de São Paulo é o mais afetado. Ao todo, a capital paulista registrou 737 óbitos por H1N1, seguido por Paraná (206), Rio Grande do Sul (182), Minas Gerais (122) e Santa Catarina (100).

De acordo com o resumo das notificações do boletim da Sesa, de 2009 a 2016, o ano com a maior ocorrência foi em 2011, com 859 casos notificados. Já em 2012 foi confirmado o maior número de casos de Influenza A (H1N1), com 141 casos.

A redução, segundo Robério Leite, é devido ao aumento de pessoas imunizadas pela vacina. Em abril deste ano, o Ceará conseguiu bater a meta de vacinação contra o vírus. “No ano passado não batemos a meta. Mas, este ano, surpreendeu, porque houve muitos casos antecipados em São Paulo. O Ministério da Saúde fez alerta sobre a situação e as campanhas foram impulsionadas. Esse fato levou os cearenses a procurarem mais a imunização. Devido a isso, boa parte do grupo prioritário; composta por crianças, gestantes, profissionais de saúde e doentes crônicos está imunizada”.

Além da vacina, o médico informa que cada pessoa pode fazer a sua parte. “Não tem prevenção mais segura que a vacina. Mas, além disso, há outras medidas importantes como a higiene das mãos, que deve ser feita com água e sabão”. O infectologista também observa que as pessoas devem tomar cuidado ao espirrarem. “Geralmente se leva a mão ao rosto e a mão fica infectada. O certo é levar o braço ou qualquer outra coisa que não fique exposta para não infectar outras pessoas”, acrescentou.

Informações do O Estado do CE

Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada