Facebook Twitter Google RSS

Artigo | O clube da esquina e o jogo de bola de meia - Pádua Marques

Quando menino, eu e alguns amigos nos reuníamos todo final de tarde num cantinho do campo do Fabril, aquele quadrado ali entre a Avenida São Sebastião e as ruas Afonso Pena, Tabajara e José Bonifácio. Íamos ver o pessoal do Palmeiras do Chaga Toba treinando e quando dava quórum entre os nossos a gente formava dois times e também batia uma bolinha, de preferência bola de meia.Quem teve infância e hoje tem mais de sessenta anos de idade sabe do que estou falando.

Aquele rito de toda tarde acabou fazendo com que entre nós se construíssem amizades que até hoje mantemos.Com alguns de nós mais velhos já chegando à adolescência e tendo que procurar uma coisa pra fazer, aprender um ofício pra mais tarde dar dinheiro em casa, nosso grupo foi se desfazendo. Parnaíba pouco ou quase nada oferecia pra quem quisesse fazer carreira. Era no máximo fazer um curso no Senai ou, já engrossando a voz e o talo da pinta entrar na Marinha ou rezar pra ter um concurso da Caixa ou do Banco do Brasil. Eram as quatro únicas saídas pra rapazes pobres.

Mas voltando pro campo do jogo da bola de meia eu lembro de colegas e amigos incríveis na arte de fazer gols, driblar, fazer defesas espetaculares, armar jogadas, exercerem liderança dentro de campo. E o jogo de bola de meia é uma excitação sobre o outro tipo de jogo de bola, disputado por mais gente dentro de campo. É que no jogo da bola de meia a partida é disputada por apenas um jogador de cada lado. Lembra uma partida de tênis sem a rede de obstáculo no meio. 




Falando em armar jogadas dentro de campo, nessa semana que acaba de acabar, aqui em Parnaíba estiveram reunidos na Federação das Indústrias do Estado do Piauí, prefeitos eleitos, reeleitos, assessores, correligionários, enfim, toda sorte de gente que dentro de mais alguns dias vai estar dentro dos gabinetes. Gente que trabalhou na campanha e agora vem pra porta do futuro prefeito corubijar algum cargo. E estão certos. É a paga pelo esforço de correr atrás da eleição vitoriosa.

Mas a dita reunião, pelo que ficamos sabendo pela imprensa, foi pra tratar de um consórcio. Particularmente eu rezo pra que dê certo, se mantenha e mais ainda, dê resultados reais. Recordo de um desses consórcios montados aqui mesmo na Parnaíba pra traçar estratégias de desenvolvimento do turismo. No início foi uma beleza. Todo mundo veio, deu opinião, ouviu e foi ouvido. 

A coisa, pelo que se projetou, ia fazer o maior sucesso e ser copiada além das fronteiras do Brasil. Até falavam que os americanos ficaram de queixo caído quando souberam da façanha dos piauienses, cearenses e maranhenses. Mas com o tempo as tais reuniões foram rareando, as poucas que ocorreram foram ficando monótonas e na hora de troca de direção e de outros assuntos envolvendo responsabilidades os meninos restantes chutaram a bola de pano pra bem longe e acabou o jogo. O caldo entornou e ninguém mais se entendeu na cozinha. Hoje não conheço ninguém que fale mais sobre esse empreendimento.

Pádua Marques - Escritor e Jornalista

Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada