Facebook Twitter Google RSS

Dinheiro que iria para festas de Carnaval irá para água, saúde e segurança

Dinheiro economizado com decreto do governador Camilo Santana (PT) sobre o Carnaval 2017 irá para atendimentos de emergência em recursos hídricos, saúde e segurança, confirma o governo do Estado. Na última terça-feira, foi publicado decreto do governador vetando o repasse de recursos estaduais para festas de Carnaval, incluindo patrocínios e apoios.

O governo afirma que a medida ocorre pela “necessidade de se priorizar a realização de gastos públicos que se destinem às áreas com problemas recorrentes de atendimento emergencial, em especial nos Recursos Hídricos, Saúde e Segurança”, diz nota do governo.

Como a medida já é aplicada durante todo o governo Camilo Santana, a gestão não sabe hoje estimar o valor total de recursos economizados com a medida. Estão resguardados ainda, no entanto, editais carnavalescos da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), que hoje somam cerca de R$ 1,2 milhão.

Recursos Hídricos

Desde o início deste ano, o governo tem dado atenção especial à questão hídrica do eSTADO. Com perspectiva da não conclusão da obra da Transposição do Rio São Francisco até o segundo semestre, a gestão enfrenta cenário de possível colapso hídrico em diversas regiões.

Na tarde desta quarta-feira, o governador esteve em reunião com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), em Brasília. Na ocasião, cobrou repasses federais para uma série de projetos de combate aos efeitos da seca no Estado. Também nesta quarta, Camilo inaugurou um sistema de aproveitamento de água subterrânea no Porto do Pecém.

Em dezembro passado, Camilo criticou atrasos na Transposição e disse que, em caso de colapso em Fortaleza, culpa seria do governo Michel Temer (PMDB). Em resposta, a União anunciou repasse de R$ 47 milhões para o Ceará em ações de combate à seca.

Defesa Civil

Nesta quinta-feira, a deputada Fernanda Pessoa (PR) se reuniu com o secretário-chefe da Casa Civil, Nelson Martins (PT), para cobrar soluções para o fim do convênio de municípios com a Defesa Civil. A situação poderia deixar as cidades com problemas de abastecimento.

“Recebemos a preocupação da prefeita de Boa Viagem Aline Vieira  e, prontamente, nos mobilizamos para que os serviços não sejam paralisados, pois, nossa gente sofre demais com a seca”, diz a deputada.

Informações do O Povo Online, link






Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada