Facebook Twitter Google RSS

Opinião | E por falar em "Cabaré da Chica" ele está a todo vapor em Chaval.

Ano passado, na ocasião das eleições municipais, utilizei em postagem aqui a expressão chula: "Cabaré da Chica" para descrever o cenário político chavalense, onde reinava uma desordem 'poliqueira' indescritível. Crente de que isto iria passar com o fim do pleito eleitoral, mas infelizmente, desta vez o "Cabaré da Chica" se estendeu e corrói, ainda, a paz dos chavalenses.


Pois bem, seguindo uma tendência nacional (triste) de segregação de acordo com a opinião política, onde o pais se divide entre codinomes: petralhas, coxinha, direita, esquerda, liberal, conservador... Enfim, Chaval se divide entre Jacaré e Leão. Veja só! Com uma maioria esmagadora o Leão tirou o Jacaré do poder onde este estava há vinte anos. Assim sendo, um (e outro) estava desacostumado com o lugar que agora ocupa, aí já viu né? está dando m#rd@!

Chacotas e mais chacotas invadem redes sociais, bancos de praças, calçadas e roçados chavalenses. Alguns oposicionistas atuais tiveram uma leve perda de memória dos "defeitos" de outrora e, de repente, começaram a enxergar problemas que antes já eram evidentes. Quanto aos apreciadores da situação, com os mesmos sintomas dos rivais (perda de memória) esqueceram dos problemas que há poucos meses evidenciavam... Um deixou uma estrutura administrativa totalmente "saqueada" talvez, por ter priorizado o apadrinhamento político nos cargos públicos, o outro refaz o mesmo caminho usando o apoio dos compadres do legislativo (aprova seletivo, cancela seletivo...)

No último feito, um carro de som com o volume nas alturas, pelos logradouros chavalense, clamava ao povo que fosse atrás de seus "direitos". Horas depois, um outro carro de som contradizia o primeiro com um volume ainda mais alto. Um verdadeiro debate politiqueiro a céu aberto com direito a réplica, tréplica e o escambau nas redes sociais.

Mudança? Não. Há 65 anos somos os mesmos (e vivemos como nossos pais: perdoe Belchior). Repetimos o mesmo discurso.  Não haverá mudanças enquanto a Prefeitura for o maior empregador do município. Não haverá mudanças enquanto o prefeito bom for aquele que me prometer emprego; Não pode haver mudança enquanto houver conluio entre os poderes constitucionais... Não, não mudará. Enquanto houver duas torcidas organizadas se digladiando com suas espadas afiadas vertendo palavras venenosas, não haverá mudança coisa alguma. 

Marcello Silva
www.marcssilva.blogspot.com









Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada