Facebook Twitter Google RSS

Você sabe como se proteger de links maliciosos na internet?


De acordo com dados de 2014 divulgados pelo IBGE, mais de 50% das casas de todos os brasileiros possuem acesso à internet; ou seja, aproximadamente 36,8 milhões de lares. Parece pouco, mas pessoas mal-intencionadas enxergam isso como uma oportunidade de causar danos, divulgando uma série de links maliciosos.

Veja um exemplo:

Alguns desses links podem levar você a outros sites e lhe fazer preencher diversos dados, como CPF e até mesmo senhas. Você pode estar fornecendo dados para terceiros. Essas pessoas podem abrir contas em seu nome ou até mesmo realizar saques e transferências da sua conta bancária;

Outros links instalam programas em seu computador sem você perceber. Esses programas vão rastrear tudo o que você faz e também executarão atividades maliciosas em sua máquina, como enviar e-mails em seu nome, gerar boletos bancários no nome da empresa onde você trabalha ou até mesmo pegar todas as senhas que você digita.

Evitar o contato com esses tipos de links é praticamente impossível. Pode não parecer, mas existe uma área da TI que cuida só disso e faz o possível e o impossível para evitar que você fique em risco. Essa área cuida do anti-spam do seu e-mail, do antivírus instalado em sua máquina, e se preocupa em atualizar cada vez mais as informações relacionadas a isso.

Na dúvida, suspeite sempre! Fazer as perguntas mais simples, mesmo que pareçam óbvias, é essencial:

Será mesmo que eu sou o milésimo visitante desse site?

O banco pediria as minhas informações por e-mail?

Se eu não tenho dívida nenhuma, porque o meu colega me mandaria um boleto bancário?

Essa pessoa nunca me manda e-mail, por que ela me mandaria uma foto?

Dificilmente algum órgão ou instituição enviaria alguma informação grave ou pediria algum envio de dados pessoais por meio de correio eletrônico. Esses locais não conseguem saber se você é realmente o proprietário de uma conta de e-mail. Nas redes sociais, pior ainda; e prêmios de internet, sem nenhuma concorrência, dificilmente são verdadeiros.

Uma das maneiras de identificar a veracidade de um link é posicionar o ponteiro mouse em cima do mesmo, mas sem clicar. Dessa forma, o canto direito inferior do navegador indicará o endereço completo do site para onde você vai ser direcionado. Exemplo:

Nesse caso, instamidias.com não é o site do Banco Santander. Portanto, muito provavelmente alguém está se passando pela instituição e distribuindo um link malicioso.

A internet oferece diversas vantagens e facilidades na nossa vida. Entretanto, certos cuidados são essenciais para tirarmos o maior proveito dela. Desconfie sempre.

*Artigo assinado por Jéssica Estillac, analista de Infraestrutura da DBACorp

Informações do Diário do Nordeste, link




Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada