Facebook Twitter Google RSS

Homem é preso por “estupro virtual” no Piauí. Entenda o caso

A polícia do Piauí prendeu um homem de 34 anos, suspeito de cometer “estupro virtual”. Segundo informações da Folha de São Paulo, o agressor utilizava fotos íntimas da vítima para chantageá-la, obrigando que a mulher enviasse a ele imagens onde aparecia se masturbando e introduzindo objetos na vagina.

As fotos inicialmente utilizadas para a chantagem foram feitas enquanto a vítima dormia, pois, cinco anos atrás, ela teve um breve relacionamento com o agressor. A identidade do homem só pode ser revelada através do rastreamento do IP de seu computador.

Afim de ameaçar a mulher, o agressor usou o nome dela para criar uma conta falsa numa rede social. Caso a vítima não fizesse as vontades do homem, ele iria publicar as imagens íntimas e enviá-las a amigos e familiares da moça.

Mas isso pode ser considerado estupro?

Não há nenhuma cláusula na lei prevendo esse tipo de ato específico. No entanto, o crime se enquadra na legislação vigente. Segundo o Artigo 213 do Código Penal, estupro consiste em “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”.

“Ato libidinoso é qualquer ato realizado para proporcionar prazer sexual ao agressor e, em nenhum momento, a lei diz que ele precisa ser presencial. Basta que esse ato viole a liberdade sexual da vítima”, explica a advogada Ana Paula Braga, especializada em casos de violência contra a mulher. Ou seja: a partir do momento em que a vítima foi forçada a se masturbar e a introduzir objetos na vagina, significa que a liberdade sexual dela foi violada. E isso foi feito mediante ameaça.

Ana Paula também diz que não é a primeira vez em que um agressor é condenado por estupro, mesmo sem ter encostado na vítima. A novidade é o fato de isso ter acontecido no ambiente virtual.

Para ela, a forma como este caso está sendo conduzido no Piauí representa um avanço. “Isso não obriga que outros juízes façam o mesmo, mas abre um precedente importante”, acredita.

Informações do M de Mulher, link







Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada