Facebook Twitter Google RSS

Justiça suspende concurso da Polícia Civil no Ceará por falha em questões

A Justiça suspendeu nesta quarta-feira (15) o concurso público com 763 vagas para cargos da Polícia Civil do Ceará. A decisão do juiz Emílio de Medeiros Viana determina que a instituição responsável pelo concurso revise a anulação de duas questões, o que prejudicou a nota de parte dos candidatos. A determinação estabelece multa diária de R$ 10 em caso de descumprimento.

A empresa responsável tem um prazo de 30 para divulgar um novo gabarito da prova e divulgar uma nova lista de candidatos aprovados. A decisão foi aceita após pedido da Defensoria Pública do Estado do Ceará e cabe recurso.

A decisão concede parcialmente o solicitado pela ação civil pública, que pedia a anulação das três questões acima. O juiz determinou o restabelecimento do gabarito original das questões 57 e 60 (os números referem-se ao tipo 3 de prova, mas a deliberação alcança todos os demais tipos da mesma prova utilizados, com a necessária adaptação do número de cada questão) e rejeita, por outro lado, o pedido de liminar relacionado com a questão 63.

O Ministério Público do Estado do Ceará havia questionado um suposto vazamento das questões da prova e pedido a anulação do concurso. O MP pede como medida alternativa, caso a anulação seja negada, a suspensão cautelar do concurso, também sob pena de multa. Segundo o representante do Ministério Público, foram identificados "fortes indícios de irregularidades" durante a realização do certame, conforme denunciado por diversos candidatos, que registraram inúmeras reclamações junto à Promotoria.

Em 18 de janeiro deste ano, foi compartilhada em redes sociais, Facebook e WhatsApp, uma fotografia de uma questão da prova subjetiva aplicada para o cargo de delegado, no período da tarde, antes mesmo da divulgação da prova pela instituição examinadora, bem como do enunciado de uma outra questão, em que se solicitava a elaboração de uma peça processual a partir de uma situação relatada.

O concurso foi realizado 18 de janeiro por cerca de 30 mil pessoas. As vagas a serem preenchidas, segundo o Governo do Estado, propiciarão benefícios com atendimento em tempo integral, a ampliação do número de delegacias 24 horas, além da redução dos custos com combustível e manutenção das viaturas. A medida ainda promoverá uma maior integração entre as forças de segurança que atuam na respectiva AIS, o conhecimento decorrente da troca continua de informações sobre os criminosos e tipos de delitos que são praticados na área.

Fonte: G1


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada