Facebook Twitter Google RSS

Artigo | Agora temos uvas e raízes profundas - Pádua Marques

Duas notícias me deixaram muito feliz neste finalzinho de ano. E notícia boa em final de ano já pode ser o anúncio de que o ano seguinte deve ser bom, melhor do que este que passou. E toda vez que o ano é ruim com tudo acontecendo ao contrário até parece que tem chicletes grudados nos pés ou nos cabelos da gente. Custa a sair. Pra quem foi menino, deve se lembrar daquela brincadeira besta e sem graça de aprontar com os colegas, sejam de escola ou de vizinhança.

Mas vamos dar logo as notícias sem essa de encompridar conversa porque o ano está andando e já começou correndo. Vou começar pelas uvas. Fiquei sabendo através de uns blogs daqui de Parnaíba que os encantados Tabuleiros Litorâneos, esta obra de há mais de trinta anos entre vai e não vai pra frente, por iniciativa de uns irrigantes, bom que se diga, de gente de fora, mais precisamente de Petrolina, estão produzindo uvas. E uvas de boa qualidade pra serem vendidas aqui nos mercados e na beira de estrada. E dentro de pouco tempo sendo exportadas.

O irrigante Edeilson Alves Cardoso, a quem não me canso de aplaudir, vem mostrando pra alguns parnaibanos mortos de preguiça que é possível produzir uva nesta região do Piauí, onde tem muito é gente só esperando pelo governo, vivendo de especulação, de política, politicagem ou então dentro de enroladas. Ele está produzindo as variedades Itália melhorada, Benitaka Brasil, Benitaka melhorada, Crimson e Thompson. A expectativa é de se produzir 150 toneladas por ano em três hectares. Já conseguiu oito toneladas no primeiro plantio de 120 dias. Em seis hectares deve produzir 600 toneladas por ano até o ano que vem.

Aí eu me pergunto: como é que fica a cara de uns parnaibanos que há mais de trinta anos estão com lotes deste projeto e nunca mandaram nem capinar pra não terem de gastar a enxada e pagar trabalhador. Se sabe que tem gente na Parnaíba que foi contemplado com lotes e mais lotes na área industrial e até hoje não deu uma passada por lá. Eu acredito que esses elementos, esses maus parnaibanos estão deixando alguém ter iniciativas e sucesso com alguma cultura pra depois tentarem a mesma coisa.

Porque aqui nesta Parnaíba é assim. Chega alguém com um investimento e logo depois todo mundo se dana a fazer a mesma coisa. Aí a concorrência fica sem controle e todo mundo fecha o negócio porque o mercado satura. Todo mundo acaba perdendo. Foi preciso vir um sujeito lá de Petrolina e com muita disposição pra meter a mão na massa, pra finalmente os encantados Tabuleiros Litorâneos finalmente começassem a dar resultado. Outro que tem trabalhado e trabalhado muito e já apresenta excelentes resultados em seu negócio, é meu amigo Josenilton Lacerda, paraibano e engenheiro agrônomo. Bem diferente de muito engenheiro agrônomo na Parnaíba que nunca plantou um pé de mamão.

Pádua Marques é escritor e jornalista



Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada