Facebook Twitter Google RSS

Pesquisadores produzem guia de identificação de peixes do estuário dos rios Timonha e Ubatuba

Um guia de identificação de peixes do estuário dos rios Timonha e Ubatuba foi produzido pelo Prof. Dr. Filipe Augusto Gonçalves de Melo e cinco alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Piauí- UESPI, campus Alexandre Alves de Oliveira, da cidade de Parnaíba. A obra apresenta as espécies de peixes comerciais mais comuns do estuário do Timonha e Ubatuba. Informações sobre taxonomia, diagnose, descrição da espécie, distribuição geográfica e aspectos biológicos dos peixes são abordadas no livro.

A pequisa para o guia iniciou em 2014 por um projeto de pesquisa da UESPI. De acordo com Filipe Melo, o livro tem o objetivo de divulgar a ictiofauna, que é o conjunto de peixes da região do Cajueiro da Praia – PI e Chaval- CE, onde ficam localizados os rios Timonha e Ubatuba. “A intenção também é despertar o interesse nos pesquisadores, pela ictiologia, já que é o ramo da zoologia que se dedica ao estudo dos peixes”, afirmou.

Além disso, um dos principais focos do trabalho era apresentar aos pescadores da região o conhecimento técnico sobre o estuário como: reprodução, alimentação e identificação das espécies. Foram distribuídos exemplares do livro aos pescadores durante o II Encontro de Pesca do Cajueiro da Praia.

O docente explicou que o livro coloca em evidência as riquezas das espécies de peixes que servem de sustento as comunidades de pescadores do estuário.”É preciso primeiro conhecer para depois preservar. O estuário serve de abrigo, local de reprodução e alimentação para várias espécies de peixes”, ressaltou Felipe Melo.

A pesquisa contou com a participação de bolsistas e voluntários do 6º período do curso que também são estagiários do projeto Pesca Solidária. Ana Sara Souza, Êronica Dutra, Isaac Moura, Joelson Viana e Talita Araújo foram os co-autores do livro. Eles atuaram no projeto em campo, com registros fotográficos das espécies, em laboratório no processo de triagem e identificação, na elaboração das diagnoses das espécies e no processo de tombo.

Pesquisadores do projeto examinando e identificando os peixes do estuário do Timonha e Ubatuba no laboratório de Biologia do Campus

“Foi uma experiência muito interessante conhecer o universo da ictiologia e ter o contato com esses animais. Com a pesquisa aprendi técnicas e noções de curadoria ictiológica “, disse o bolsista do projeto Josiel Viana. O discente pretende seguir pesquisa na área de Ictiologia. O livro é um dos produtos do projeto Pesca Solidária que foi patrocinado pela Petrobrás Ambiental e teve apoio da Empresa Brasileira de Agropecuária -Embrapa, e teve a UESPI como uma das instituições parceiras no projeto.

O livro está disponível para download no site http://www.pescasolidaria.org/

Fonte: UESPI
Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada