Facebook Twitter Google RSS

Artigo | O Exército já está matando até onça pra comer - Pádua Marques

Eu bem que avisei que esse negócio de olimpíada no Brasil ainda haveria de dar em cabeça de gente. E deu. Deu pra coitada de uma onça que não tinha nada a ver com isso. Tirando as presepadas de meio de caminho, inclusive aqui em Parnaíba, essa viagem sem fim da tocha ainda vai dar em muito no que falar. E quem acompanha ou acompanhou a caravana até agora vai ter muita história pra contar quando a coisa acabar. Eu bem que avisei que esse negócio de levar aquela lamparina pra dentro do mato não iria acabar bem.

Ora, nem fechei a boca! Que é que tinham de levar a tocha pra perto de uma onça sabendo que onça não se dá bem com fogo? Que é que a bichinha estava fazendo naquele terror de sol e de calor, sem beber e sem comer, presa na coleira e segura por um soldado do Exército armado até os dentes? Não poderia dar noutra coisa se não numa tragédia daquelas! Aquela multidão, carros buzinando, os atletas, organizadores, pessoal da segurança e os batedores de palmas vindos no rumo da onça. Queriam o que, que ela achasse graça?

Ela, pelo que se conta e como diria o caboclo, deu de vançada no rumo do soldado justo na hora de voltar pra jaula depois de um dia inteiro no meio daquela aporrinhação. E onça, pelo que se conta, é bicho traiçoeiro quando está enfezado. Ela só queria uma coisinha, um pé de nada pra pular na garganta do soldado ou metido a valente. E pulo de onça é certeiro que nem tiro de fuzil. Pelo que se conta o soldado, na hora que viu que a onça ia comer ele, papocou um tiro de pistola na cabeça dela e deu por encerrada a festa de todo mundo.

Aí foi aquela comoção internacional. E dessa história toda a gente tira uma lição. Nunca queira fazer de bicho gente e nem gente de bicho. Onça é onça, veado sempre vai ser veado, macaco é macaco, jumento é jumento. Burro é filho de jumento com égua. A mãe do burro é uma égua e o burro é filho de uma égua e pronto. Esse negócio de andar dando beijo em boca de cachorro, vestindo gato com roupa de gente é coisa de quem não tem o que fazer ou perdeu a carrapeta da cabeça.



Mas desse infeliz ocorrido andaram já até dizendo que a crise no Brasil está tão brava que o Exército Brasileiro lá na selva amazônica anda matando até onça pra comer. Eu sinceramente não acredito numa besteira dessas. Aqui na chamada civilização a coisa anda é pior. É uns comendo os outros. Uns avançando na garganta dos outros, como diria Mongol, um amigo meu, em teme de causar desgraça entre as famílias! Mas é na política onde a coisa anda de causar estremecimento. Coisa de sujar o fundo da calça.

E agora saindo do distante e esquecido Amazonas e mudando aqui pra Parnaíba, trocando a rapidez e audácia da onça pintada pela lerdeza do jabuti e da preguiça, me lembro daquela música Triste Partida, letra antológica de Patativa de Assaré na voz de Luiz Gonzaga. Diz assim: “setembro passou, outubro e novembro. Já estamos em

dezembro, meu Deus o que é de nós?...”. Junho passou, julho começou e agosto está na alça de mira. Ninguém ouve ou se atreve a dizer quem será candidato da oposição nas eleições pra prefeito de Parnaíba. Pelo visto as oposições aqui estão feito jabuti passando em frente de onça. E briga de jabuti com onça é coisa difícil de engolir. Na Câmara Municipal o que mais aconteceu foi vereador trocando de partido.

Quando eu vejo esse negócio de político trocando de partido em meio de mandato ou próximo de eleição me ocorre imaginar que é o mesmo de quem troca de carro. Do melhor pro pior. Começa com uma Hillux e acaba num Fiat Uno. E eu sempre tive na ideia de que quando o político troca de partido como quem troca de carro é porque está perdendo votos.

Pádua Marques - Jornalista e Escritor

Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada