Facebook Twitter Google RSS

Bitcoins oferecem oportunidades de negócios no Brasil


O bitcoin é uma moeda digital, criada por computador e que circula apenas na internet. A principal característica dela é não passar pelo sistema financeiro tradicional. A moeda é legalizada no Brasil e precisa ser declarada na Receita Federal. É um mercado em crescimento, que movimentou R$ 2 bilhões no país neste ano.


“O bitcoin é uma moeda digital. Ele é um token que as pessoas podem transmitir através da internet sem precisar de intermediários pra fazer essas transações”, explica o consultor Marcos Henrique.

Já há países em que quase ninguém anda com dinheiro na carteira. A maioria dos pagamentos é feita com cartões ou online. No final da década passada, esse processo foi além. “O bitcoin é criado no processo da mineração, que nada mais são do que máquinas dedicadas exclusivamente para fazer um cálculo matemático super difícil”, afirma Marcos.

Esse cálculo é feito por cerca de 9,5 mil computadores espalhados ao redor do mundo, que cuidam de todas as transações com a moeda. Eles criam um código único para cada bitcoin, com um software chamado “blockchain”, imune a falsificações. Como os pedacinhos da moeda ficam espalhados nessa rede, ninguém consegue alterar tudo sozinho. É um sistema descentralizado. Marcos explica: “É uma transação segura, por criptografia, pela tecnologia como um todo e a pessoa que está recebendo vê na hora que o crédito caiu na sua carteira”.

É como se a pessoa fizesse um pagamento com dinheiro, sem intermédio do banco, mas ela não está usando notas físicas e sim um código digital que transfere o bitcoin para outra pessoa ou empresa. É possível, por exemplo, aceitar bitcoin em qualquer comércio. Em são Paulo tem, aproximadamente, 50 estabelecimentos que já aceitam o bitcoin para o pagamento de produtos ou serviços. O restaurante do empresário Lalo Zanini foi um dos primeiros: “Meu cliente espera que eu traga coisa nova. A gente tem uma taxa menor do que os cartões de crédito, o que é ótimo, e a gente recebe em d+1, no dia seguinte o dinheiro tá na nossa conta em real”.

Para fazer as transações com a criptomoeda, o ideal é ter uma carteira digital, que pode ser um aplicativo no celular. Ela tem um código, que é só do investidor e registra saldo e transações. “Você tem que criar sua carteira digital de bitcoin, criar o backup dela, tomar medidas de segurança. É o processo que você deve fazer antes de participar realmente do bitcoin”, orienta o consultor Marco Henrique.

Vídeo (AQUI)

Fonte: Pequenas Empresas e Grandes Negócios. Link AQUI

 





Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Se inscreva no nosso canal

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada