Facebook Twitter Google RSS

O que você espera no novo ano? | Por Alex Souza

O fim do ano chegou. Passaram as festas. As confraternizações. As reuniões. O dia 31 chegou. Muitos sentimentos, pensamentos, metas. Reavaliação de tudo o que passamos, vivemos, sentimos, fizemos, enfim. O tão esperado último dia do ano chegou. E com ele, muitas outras coisas. 

A medida que o dia passa, com toda a correria para resolver tudo e estarmos tranquilos no tão esperado Réveillon, vamos nos conscientizando do fim de mais um ano, do fim de um ciclo... Também vamos compreendendo a brevidade do momento que encerra um ciclo e começa outro, semelhante ao virar de um rosto. O deus romano Janus representa bem o que significa essa virada de rosto: deixar o passado e olhar o futuro. Fechamento e abertura de ciclos. O tempo pass. É 23:59. Um segundo depois, e booom: feliz 2018! Fogos, risos, felicitações. Festejamos. E é tempo de festejar a passagem e a novidade, porque conhecemos o sabor e dessabor do que passamos. 

Nesse período sempre acumulamos grandes expectativas para os próximos dias que virão. Uns buscam força na família, nos sonhos, projetos, na fé e por ai vai. Sempre com muita fé e entusiasmo, traçamos metas e objetivos variados (planos, viagens, dietas, objetivos, empregos, etc): sonhos a realizar em curtos 365 dias. Enfim, projetamos uma vida melhor nesse ano. 

Nesses dias que estamos, início do ano, reorganizamos tudo. Nos preparamos para o que irá se mostrar e aquilo que desejamos. Tudo novidade. Novidade significa mistério, conhecimento por se aprender. O novo sempre revela nossa ignorância, nossa limitação, e nos assusta; não sabemos o que irá se revelar, por isso somos ignorantes. Sempre ignorantes, porém, aprendizes. E assim, apesar de mais experientes, parece que ainda somos crianças, sendo surpreendidos pelas novidades do ano. Novidade também é aprender, reaprender, agregar valores, mudar. 

Mesmo para aprender precisamos encarar nossas limitações e isso não é fácil. Requer compreensão de nós, dos outros e das circunstâncias. Compreensão é um exercício diário, com rotina, como os de academia, pra fortalecer esse sentido incrível. Não é uma roupa que se troca, mas uma pele que se veste. É um estilo de vida. Compreensão gera autoestima, tão necessário para aprender que a vida pode ser dura, mas podemos encará-la com um sorriso no rosto. Compreensão gera paciência. Onde estão as pessoas pacientes nos últimos tempos? Onde está a calma e perseverança para se concluir um objetivo? Onde está a paciência com as pessoas que são diferentes de nós? Compreensão também gera fé, necessária para se passar por cada momento da vida. Seja fé em si, em alguma divindade, santo ou simplesmente, fé no dia de amanhã. 

O tempo é pai da realização. Tudo o que precisamos e queremos requer tempo. Requer lapidar, trabalhar, dentro e fora. Requer mudarmos a maneira como vemos a nós, o mundo e o futuro. Mudar é verbo e significa ação. Ato é Sempre ato criador. Mas mudar requer Tempo. Muda-se ao longo do tempo. Somente dedicando tempo muda-se algo. Nunca se constrói uma casa da noite para o dia. Construir algo precisa de planejamento, fundamentos, atitudes e tempo, tempero mais que especial. Sem planejamento não se sabe para onde ir. Sem fundamentos não há solidez. Sem atitudes não há realizações. E sem tempo nada disso se faz. Mudar é ação no tempo.

Tudo o que você se dedicar gerará resultados. É natural que as coisas ao qual nos dedicamos venham a gerar frutos. É como uma semente que nos dedicamos a plantar, cuidar, regar, adubar o solo, enfim, nos entregamos à tarefa de prover as condições para que a semente germine, cresça e gere frutos. Cuidamos de uma semente com a esperança de vermos os frutos. Mas, é necessária espera. 

Meu conselho pra 2018, depois de tudo isso é, escolha sabiamente ao que irá se dedicar e aprofunde-se. Respeite seus limites. Aprenda com eles. Respeite e aprenda com seus próximos (e com quem não é tão próximo assim). Acredite. Faça. Seja. Feliz ano novo! Feliz 2018!

Escrito para o Chavalzada pelo psicologo Alex Daniel Souza

Conheça o autor:

Amante da música, da História, de contos, de jogos, de sabores, de conversas, etc. Um sujeito curioso e reflexivo. Entendo que as aparências enganam e aquilo que acreditamos ser verdade, pode ser mera aparência, portanto, me coloco como questionador. E apreciador dos bons conselhos e das boas trocas com as pessoas. Sou graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) de Parnaíba e Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Graduando em Administração pela UFPI. Narrador de jogos de interpretação, escritor de histórias, desenhista de diversas coisas e outros fazeres. 

"Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo."
Provérbio Africano







Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada