Facebook Twitter Google RSS

Não seja enganado! 12 passos para identificar fake news e evitar ser bobo na internet


Uma das maiores preocupações no mundo digital atualmente são a propagação de notícias falsas, levando alguns a considerarem os tempos atuais como “a era da pós-verdade”. Isso significa que, cada vez mais, usuários de sites e redes sociais vem sendo enganados pelas fake news, levando-os a tomarem atitudes pouco louváveis por conta de desinformação. Para evitar que seja pego nesse tipo de conteúdo – muito compartilhado em grupos do WhatsApp, por exemplo -, confira abaixo 12 passos para identificar fake news!

1. Cheque a fonte da fonte

Muitos sites de notícias republicam notas que saíram em outros sites, principalmente quando o idioma é diferente. Dois cenários são possíveis aqui: um erro de tradução que pode originar o sentido da notícia ou a própria nota original ser uma fake news por si só. Por isso, para identificar fake news dessa maneira, basta clicar no site da fonte e, se puder ler no idioma original, conferir a publicação para saber se houveram erros na tradução ou se o próprio site que gerou a notícia é confiável.

2. Aprenda sobre o site que está visualizando


Infelizmente, muitos sites, canais do Youtube e perfis nas redes sociais têm como objetivo a propagação destas notícias falsas. Por isso, é sempre bom ser cético em relação a tudo que lê na internet. Se nunca ouviu falar do site que está lendo uma publicação, procure a página Sobre, se possui informações de contato e quem são os responsáveis pelo jornal online ou canal e sua reputação.

3. Evite sites conhecidos por sensacionalismo


Nem toda publicação impressa ou online possui a informação verídica como sua principal razão de existir. Essas páginas, mesmo que legitimamente tidas como empresas ou jornais, normalmente recorrem ao sensacionalismo em primeiro lugar e deixam a verificação para depois.

Procure conhecer quais sites são esses e leia-os com dez vezes mais ceticismo que o comum. Ou evite-os caso reportagens sensacionalistas não sejam seu objetivo.

4. Leia a matéria completa, não apenas sua chamada


Antes de clicar no botão de compartilhar, leia a matéria completa. Em agosto de 2016 – uma das pesquisas mais atuais sobre leitura de chamadas vs número de leituras de uma matéria completa -, a revista Forbes apontou que apenas 59% dos links compartilhados em redes sociais são lidos na íntegra. Ou seja, mais de metade das notícias compartilhadas possuem alto potencial de serem falsas ou gerarem um sentimento equivocado em relação à matéria completa.

Além disso, chamadas no Facebook são facilmente editáveis por qualquer um que esteja compartilhando um link. Ou seja, quanto mais impressionante for uma chamada, maior deve ser sua suspeita em relação à sua veracidade, como apontado nesse relato e na imagem abaixo, que mostra a simplicidade do processo de edição de uma chamada no Facebook.

identificar-fake-news-edicao

5. Preste atenção à URL


Apesar de não ser 100% confiável, olhar a URL da notícia pode identificar sua confiabilidade. Alguns sites mal-intencionados possuem nomes semelhantes a grandes sites como G1, Exame e Época. Por isso, ao clicar na notícia, confira a URL principal do site e certifique-se de que é a mesma do site oficial.

6. Cheque outras notícias do mesmo site


Algumas vezes, identificar fake news pode ser um trabalho difícil, já que algumas chamadas são plausíveis, mesmo que improváveis. Por isso, antes de confiar na veracidade de uma notícia em questão, leia outros artigos desse mesmo site e cheque se já foram desmentidos em algum momento no passado. Caso tenha muita incidência de notícias que foram provadas falsas, desconsidere seu conteúdo.

7. Confirme a confiabilidade do autor


Conferir a reputação do site normalmente já é uma boa solução para identificar fake news. Mas vale também fazer uma checagem sobre o autor em questão. Ele costuma publicar notícias consideradas falsas com frequência? O nome que usa para assinar uma matéria é o mesmo de sua identificação? O autor realmente existe? São perguntas que deve responder antes de compartilhar uma notícia.

identificar-fake-news-pessoas

8. Cheque por erros de formatação ou ortografia


Como muitos sites de notícias falsas não são comandados por pessoas profissionais, fique de olho ao design do site e até mesmo a ortografia na matéria. Erros pequenos são comuns mesmo nas publicações mais relevantes, mas quando erros grotescos são o padrão de um site ou seu layout não inspira confiança, é bastante possível que esteja lidando com fake news.

9. Pesquise a notícia no Google


Ficou chocado com a notícia da morte de uma celebridade, mas só viu apenas uma página falando sobre isso? Ou eles deram um grande furo de notícia ou estão apenas a compartilhar boatos.

Para tirar suas dúvidas, procure a chamada no Google e verifique quantos – e quais são – os sites que publicaram uma nota semelhante. Notícias importantes se alastram rapidamente, portanto, se apenas um site está falando sobre isso, é muito provável que seja fake news.

10. Confira a data de publicação dos posts


Apesar de importante, muitas pessoas se deixam levar e compartilham uma notícia velha como atual. Ou seja, a notícia já aconteceu a tanto tempo que, caso publicada atualmente, se torna uma notícia falsa. Por conta disso, sempre verifique a data de publicação antes de clicar no botão de compartilhar e suspeite caso essa data não esteja clara no site de origem.

identificar-fake-news-noticiavelha

11. Utilize o Google Notícias


O próprio Google oferece uma ferramenta para identificar fake news em seu motor de busca. Ao detectar uma notícia que parece suspeita ou extrema, acesse o Google e digite a chamada na barra de busca. Após os resultados aparecem, clique em Notícias – conforme captura de tela abaixo – e confira quais outras publicações também reproduziram a novidade, utilizando também algumas das técnicas que ensinamos nos itens anteriores.

identificar-fake-news-googlenoticias

12. Treine suas habilidades de identificar fake news

Um estúdio de desenvolvimento de jogos chamada AU Game Lab desenvolveu um game chamado Factitious, que apresenta uma mistura de notícias verdadeiras e falsas para treinar sua habilidade de saber diferenciar uma da outra. Funcionando de maneira parecida à aplicativos de relacionamento como o Tinder, você receberá uma notícia e arrastá-la para a direita se acha que é verdadeira e esquerda caso acredite que ela seja falsa. Conheça o Factitious acessando o link e jogando direto de seu navegador.
Como consegue identificar fake news em seu dia a dia?

Apertar o botão de compartilhar de impulso é uma das piores coisas que pode fazer ao consumir conteúdo em suas redes sociais. Notícias falsas, inclusive, podem levar a linchamentos e mortes de pessoas inocentes, como reportado nessa matéria do jornal O Globo. Por isso, vale a pena seguir alguns dos passos que mostramos acima. Como consegue identificar fake news em sua rotina? Comente conosco e lembre-se: sempre avise a seus contatos caso tenham compartilhado uma notícia falsa!

Artigo do site Apptuts


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Se inscreva no nosso canal

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada