Facebook Twitter Google RSS

Opinião | Em Chaval, maestria e desrespeito na comemoração do dia da “Independência”


Hoje dia 07 de setembro, o Brasil comemora 196 anos de “independência” e por todo país se observa inúmeras comemorações alusivas à data citada.

Em Chaval/CE, as comemorações do dia 07 de setembro são históricas e já foi um grande evento em um passado distante, como pode ser observado nas fotografias desbotadas, guardadas em álbuns de particulares. Entretanto a município passou por uma sequência de anos em que nada se comemorou na referida data. 

Nos últimos dois anos, apesar de ainda não voltar a ter desfile cívico nas ruas, houve uma concentração de alunos das escolas públicas municipais no entorno do prédio da prefeitura, onde se executa os hinos: nacional; da independência e do município de Chaval, além de discursos rasos de “autoridades”.

Hoje (07/09/2018) presenciei, como pai e cidadão chavalense, a citada concentração no entorno da prefeitura. Destaco três observações:

Dedicação.

Quanto orgulho tenho dos professores, diretores, coordenadores e demais corpo das escolas municipais de Chaval. Percebo a dedicação e trabalho árduo de cada um, além do trabalho rotineiro, conseguem se dedicar com esplendor para que seja possível a realização de um evento como este. Hoje eu vi suor escorrendo nos rostos deles/delas; eu presenciei o cuidado que eles/elas têm com seus alunos. Também vi seus sorrisos de alívio quando tudo acabou, apesar de seus semblantes cansados. Parabéns ESCOLAS! 

Maestria

Esta é palavra que defino o executar dos hinos nesta manhã, feito pelas alunas da Escola Epitácio Brito de Oliveira sob a regência do maestro João Pereira. Algo tão natural e suave aos tímpanos. Senti orgulho ao ouvir a voz chavalense entoando seu próprio hino, bem como os nacionais. Parabéns prof. Joãozinho e alunos da Escola Epitácio. Também da citada escola, parabenizar a aluna Hatfa Fontenele (me perdoem se errei o nome) pela coragem e eloquência de seu discurso quando a palavra foi facultada na ocasião, destacando a importância e o papel social de cada um na construção diária de uma “independência”

Desrespeito

Como pai, ver minha filha em pé durante quase duas horas sob um sol miserável, é revoltante. Não sei se houve alguma falha na organização, mas inadmissível que crianças de creche tenha que passar por isto também. Em pé, parados... Estáticos, esperando as “autoridades” chegarem. Quanto as autoridades já presentes no evento, ficaram sob uma tenda, exclusiva as “personalidades” do município enquanto os alunos e professores se escaldavam sob o sol quente. Lamentável.

No discurso do prefeito Sebastião Sotero, ele enfatizou que no ano próximo, terá de volta o desfile cívico pelas ruas da nossa Ilha de Pedra (Chaval). Seria ótimo.


Marcello Silva, cidadão chavalense.











Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Se inscreva no nosso canal

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada