Facebook Twitter Google RSS

3 Lições de vida do filme O Menino Que Descobriu o Vento

Você já parou para pensar em toda desigualdade existente no mundo? Nas realidades que, de tão afastadas da nossa, parecem ser coisa só de filme? O Menino Que Descobriu o Vento vai te fazer pensar nisso.

De tempos em tempos aparecem filmes que se tornam verdadeiras "febres" mundiais, principalmente depois do surgimento das plataformas de on-demand (vídeos/filmes que você pode assistir na hora que quiser), que deixaram as produções bem mais acessíveis. 

A Netflix é especialista em produzir filmes que viralizam, é incrível. Um dia desses era Birdbox e agora é essa belezura.

O Menino Que Descobriu o Vento conta a história de William Kamkwamba, um jovem de Malawi, bastante curioso e estudioso, que se cansa de assistir todos os amigos e familiares de seu vilarejo passando por dificuldades por causa da falta de comida e começa a desenvolver uma inovadora turbina de vento.

O filme é baseado em uma história real e isso te prende mais ainda ao desenrolar dos acontecimentos.


Mas vamos ao que interessa.


É praticamente impossível assistir O Menino Que Descobriu o Vento e não tomar uma lição de vida para você. O filme é rico em detalhes, com críticas sutis e momentos emocionantes. Separei as 3 lições de vida que consegui captar no filme.


Ser grato pelo o que você tem

A primeira lição não poderia ser outra se não gratidão. A Africa é conhecida como um continente onde a pobreza prevalece em vários países, estamos acostumados a ter essa imagem. Mas ao assistir o filme, é impossível não ficar angustiado com a escassez que as famílias enfrentam, com a qualidade de vida que elas tem e com a pequena expectativa de conseguir "vencer na vida". O Brasil não é um paraíso desenvolvido, mas existem lugares bem piores. Assim como existem pessoas passando por dificuldades gigantescas comparadas as suas. Seja grato pelo o que você tem. Seja grato por ter comida no prato, roupa para vestir e água para beber.

Sede de conhecimento

E meio a tanta dificuldade, o pequeno William sempre alimentou o desejo de estudar e aprender mais. Quando não tirou boas notas por não poder estudar a noite, tentou buscar uma solução pra isso. Quando foi expulso da escola por não poder pagar, continuou frequentando escondido. Sua sede de conhecimento era insaciável. A única coisa que ele queria era aprender mais e mais sobre aquilo que ele tanto gostava.

Servir aos outros

Complementando o item interior, de nada serve o conhecimento se não for usado prol do próximo. William estava obcecado pela possibilidade de ajudar sem povo. A sua ideia de construir um moinho de vento não o deixava quieto. O chance de ajudar o seu povo era o seu combustível. Não parou até conseguir. Mesmo não tendo a confiança de seu pai ele não desanimou. Insistiu até conseguir ajudar o seu povo e quase não saiu da aldeia quando recebeu a oportunidade de ir embora.

Continua depois do anúncio





Além dessas três lições que separei, o filme transmites várias outras mensagens como o respeito aos mais velhos, a preocupação degradação da natureza causada pela ganancia do homem, a escolha por viver de forma ética e a podridão da política.

O Menino Que Descobriu O Vento é uma filme que nos permite viver uma experiência incrível.

Vale a pena assistir o filme, confie em mim!

Confira o trailler


Assista e me diga nos comentários o que achou!

Clique aqui e assista na Netflix



Escrito por Welligton Magalhães
Estudante de Administração, apaixonado por marketing digital e empreendedorismo. Fotografo na empresa Olhares Fotografia e editor do Chavalzada.
Me acompanhe no Instagram @welligtonmagalhaes


Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Se inscreva no nosso canal no YouTube!

Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Curta nossa página no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Se inscreva no nosso canal

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada