Facebook Twitter Google RSS

Chavalzada entrevista o artista plástico Bezerra da Cruz


O Blog Chavalzada apresenta a oitava entrevista da série de diálogos que fará com os artistas participantes do "II Fazendo Arte Coletiva" que ocorrerá em setembro no Teatro Saraiva em Parnaíba/PI. A conversa de hoje é com o artista plástico Bezerra da Cruz


Bezerra da Cruz nascido em Pedro II (Piaui), mas radicado no Rio de Janeiro desde 1981. Artista autodidata, a sua arte já foi apresentada, em Roma, Veneza, Firenze, Eslovênia, Alemanha, Nova Iorque e nas Ilhas Canárias.

Chavalzada – Primeiramente, me fale um pouco sobre você. Quem é Bezerra da Cruz?

Bezerra da Cruz - Sou Antonio Luis Bezerra da Cruz (Bezerra da Cruz), pedro-segundense de nascimento e radicado no Rio de Janeiro há 35 anos. Sou artista plástico e empresário. Tenho um trabalho figurativo onde mostro como temática sempre a religião, ecologia e sociologia. Não sou ativista, mas procuro sempre mostrar na minha pintura, a minha indignação com a maldade feita à natureza. Muito embora eu tenha assistido aulas de pinturas como convidado na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro, me considero um artista autodidata. 

CH - Quando você começou a trabalhar com artes plásticas? 

Bezerra - Comecei ainda criança, antes mesmo de frequentar uma escola

CH – Qual seu estilo de arte e como o desenvolveu?

Bezerra - Como já disse, meu estilo é figurativo.

CH - Quais são suas principais influências?

Bezerra - Influências eu não sei bem como dizer, pois gosto de todos os estilos de artes plásticas. Admiro o Cândido Portinari por sua temática e Salvador Dali, por seu estilo. Talvez no meu trabalho apareça um pouco da junção dos dois.

CH - Você já trabalhou ou tentou trabalhar com outros estilos e técnicas, assim como outros materiais e tendências?

Bezerra - Tentar trabalhar com outros estilos, acho que todo artista faz isso até criar uma identidade própria para o seu trabalho.

CH - Qual sua opinião a respeito das novas linguagens, como a digital?

Bezerra - A respeito da linguagem digital, confesso que falando de arte, eu ainda prefiro a produção artística da maneira com faço e que também aprecio. Muito bom contemplar um óleo sobre tela abrindo exceção apenas para a arte fotográfica.

CH - Em sua opinião, como anda o mercado de artes plásticas no Brasil? Há alguma tendência a melhorar?

Bezerra - Quanto ao mercado de arte, até tenho contato, mas ao longo dos anos, tive a sorte de agradar a estrangeiros, que me possibilitaram passar por cima, vamos dizer dos especuladores. Mas no nosso Brasil, é muito difícil viver da arte, mesmo porque a nação nos últimos 20 anos adquiriu uma cultura popular.

CH - Como sobreviver de arte num país como o Brasil?

Bezerra - Sobreviver de arte no Brasil, com certeza eu não sei muito como explicar, porque na realidade eu nunca tentei sobreviver da arte que fiz, pois sempre a fiz por prazer. Descobri com o mestre "Sansão Pereira" que a pintura não é um pedaço de pano colorido destinado a enfeitar uma parede nua, é muito mais que isso!... A minha, eu faço com alma, nela há sempre uma mensagem transmitida.

CH - Existe algum tipo de patrocínio no seu trabalho?

Bezerra - Patrocínio eu nunca procurei. Eu sou o patrocínio de mim! (rsrs)

CH – No geral, como você vê o momento cultural piauiense no dia de hoje? A arte cumpre com seu papel de refletir a sociedade?

Bezerra - O momento cultural piauiense, eu não sei como anda, estou ausente há mais de três décadas. Mas acho que atitudes como a do Di Holanda (Expo-Piaui) e essa da Dacira em Parnaíba (Arte Coletiva), farão a sociedade refletir e com certeza irão se abrir novos caminhos culturais. 

CH - Você acredita que o povo brasileiro, de modo geral, é desinteressado por arte ?Justifique.

Bezerra - Acho que a maioria é desinteressada sim. A educação pouco prioriza a arte nas escolas. Temos poucos museus, também são poucas as crianças que vejo frequentando, quase nenhuma levadas por escolas publicas ou particulares. Infelizmente é uma questão de educação mesmo.

CH - Falta Arte nas escolas públicas brasileiras? Qual sua opinião a respeito?

Bezerra - A resposta acima já responde essa questão

CH - Que conselho você daria a um jovem aspirante a artista plástico?

Bezerra - Conselho para o jovem aspirante, eu acho que ele tem que pesquisar a arte da sua escolha, praticar sempre será um bom exercício. E claro que procurar uma escola ou curso que possa orientá-lo melhor.

CH - Cite um projeto/trabalho que você mais gostou de realizar e outro que pretende fazer.

Bezerra - Projetos eu ainda na realizei, mas tenho planos e estudos para o futuro, guardados comigo. Breve!!

CH - Já pensou em ilustrar um livro?

Bezerra - Ilustrar livros, eu já recebi convites, mas prefiro mesmo lançar um meu em breve. Muito embora já tenha trabalhos em ilustrações em livros de arte que representaram o Brasil fora da nação. 

CH - Considerações finais...

Bezerra - Tudo que envolve os nossos caminhos das artes estão bem representados aqui nessas perguntas.




Trabalhos de Bezerra da Cruz









Mais trabalhos do autor (AQUI)



Viu algum erro na matéria? Avise pra gente por aqui ou nos comentários.

Assista nossos vídeos www.youtube.com/tvchavalzada
Quer receber conteúdo EXCLUSIVO? Se inscreva na nossa área vip clique aqui
Baixe nosso aplicativo móvel www.app.vc/chavalzada
Curta a página do Chavalzada no Facebook www.facebook.com/chavalzada
Siga o nosso perfil no Twitter www.twitter.com/chavalzada
Siga nosso perfil no Instagram www.instagram.com/chavalzada


Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos!

Deixe seu comentário, nós agradecemos:

0 comentários :

Deixe sua opinião nos comentários, nós agradecemos! As opiniões contidas nos comentários são de responsabilidade dos autores dos mesmos.

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Salmo 23

Estamos no YouTube!

Educação

MAIS DESTA CATEGORIA

Tecnologia

MAIS DESTA CATEGORIA

Entretenimento

MAIS DESTA CATEGORIA

Emprego

MAIS DESTA CATEGORIA

Siga no Google+

Arquivo do blog

Se inscreva e receba conteúdo exclusivo

Sobre o blog

O Chavalzada foi criado em Novembro de 2010 e desde estão faz parte da vida do Chavalense, trazendo muita informação, entretenimento e cultura.
O Chavalzada é atualizado por Welligton Magalhães e Marcelo Silva.
O blog também conta com vários colunistas e colaboradores. Quer saber mais? Visite nossa fan page www.facebook.com/Chavalzada